Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Trabalho infantil nos países desenvolvidos

"Já não há disso!"

"Isso é só lá para os países de terceiro mundo!"

"Em Portugal as crianças são felizes e podem ser crianças!"

 

Hum... há, há! Podem achar que não, mas há! E quase todos nós - eu inclusive - aplaudimos e contribuímos para que o trabalho infantil nunca acabe.

"Oh Mula mas referes-te a quê, que eu não estou a ver?"

 

trabalho infantil.jpg

 

Refiro-me às crianças que todos os dias aparecem nos nossos grandes ecrãs, nas novelas que diariamente assistimos, nos programas de televisão infantis e não infantis onde as crianças aparecem sorridentes, felizes e contentes para nos entreterem por umas horas.

 

"Oh mas elas têm contractos especiais, não gravam todos os dias e não podem desistir da escola..."

 

Têm total certeza disso? Eu não tenho. Mas seja como for, a criança, em part-time ou não, está a desempenhar uma determinada tarefa em troca de uma remuneração, isso para mim é a definição de trabalho. Mas no meio disto tudo, não são os canais televisivos, e o cinema, e afins, que culpo. A culpa, é, só e apenas dos pais. Pais que porque acham os seus filhos mais especiais que os outros, empurram as crianças para castings, e coisas do género. São crianças, o lugar das crianças é na escola, é ao lado dos amigos, é a brincar. As crianças não deveriam de vir ao mundo para nos entreter a troco de tostões.

 

Muitos de vocês dirão que muitas crianças estão lá por vontade própria e coiso e tal. Gente, eu quando era criança também queria ser uma estrela da TV, cantora, apresentadora, qualquer coisa. Aliás, eu disse durante muito tempo, quando me perguntavam o que queria ser eu quando fosse grande, que queria ser "Top Model", essencialmente após a minha homónima ter vencido o  Supermodel of the World apenas com 14 anos. Felizmente os meus paizinhos tinham juízo e nunca me deram grande cavaco quanto a isto. A verdade é que depois disso, também já quis ser veterinária, médica pediatra, advogada e jornalista. As crianças querem ser um montão de coisas se lhes deixarem. Mas a verdade é que há por aí muitos pais, que por ganância, por excesso de orgulho, empurram os seus filhos para a ribalta, e depois é ver como ficam aqueles que caem no esquecimento. (Ver caso do Macaulay Culkin e da Lindsay Lohan)

 

Digam o que disserem das as crianças no cinema, nas novelas, nas séries televisivas, é exploração infantil, e não é por não estarem a ser comidas por moscas enquanto levantam blocos de cimento, que nos devemos deixar de preocupar com isso.

 

A criancinha gosta de música? Inscrevam-nas nas aulas de canto, em aulas que ensinem algum instrumento... A criança diz que quer ser actriz ou bailarina? Inscrevam-na em aulas de teatro ou em aulas de dança. Não é preciso empurrá-las para a televisão, só que assim os papás também não lucram com isso... temos pena!

 

E foi mais um desabafo irritado da Mula.

Até amanha* 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.