Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

São apenas quatro os passos para controlar a ansiedade...

... de acordo com a bíblia e um site todo modernizado da bíblia.

 

(imagem retirada daqui)

 

Já podiam ter avisado há mais tempo. É que a minha avó dizia que no tempo dela não existiam estes problemas e então achei que na altura em que escreveram a Bíblia também não existiriam... Então não sabia que nela se encontravam as respostas. 

 

Não sou de fazer paródia, não sou de falar de religião até porque toda a gente tem direito a acreditar no que quiser. A sério que acredito mesmo nisto que estou a dizer. Aliás, eu acredito em Deus. Não num Deus de cabelo comprido, mãos e pés esburacados e espinhos na cabeça (e nem este era Deus, ó céus que não estou mesmo bem da cabeça), mas acredito num Deus à minha maneira, que mais não é que uma espécie de energia positiva que nos poderá ajudar nas horas más, porque acreditar é meio caminho andado para o sucesso. Acredito também que as pessoas quando deixam a terra deixam uma energia que também poderá ser usada a nosso favor ou contra nós.  Mas vá, não é para falar sobre crenças nem sobre religiões que perdi a preguiça e acedi ao blog e carreguei ali no botãozinho de Novo Post, por isso adiante. Vamos lá saber como controlar a ansiedade de uma vez por todas.

 

Ontem, quando procurava uma imagem para ilustrar o post onde vos falava sobre a minha ansiedade encontrei um artigo: 4 Soluções da Bíblia para controlar a ansiedade, certo. Um ponto positivo para a palavra "controlar" e não "curar" mas ainda assim atentemos nas soluções fáceis e rápidas para praticarmos quando estivermos a ter um ataque de ansiedade.

 

Ora a primeira é óbvia, esta até eu sabia antes de abrir o artigo: Rezar. Ou seja, estão numa multidão, entram em ansiedade porque estão a ver muita gente à vossa volta? Estão num exame importante para terminarem a licenciatura e dá-vos uma branca e entram em pânico? Rezem. Rezem que tudo passa. Olhem que eu um dia rezei para um teste de matemática e a coisa resultou! Palavra de Mula! Se vos der um ataque destes para os lados de Alepo é que se calhar é melhor não irem por este caminho... Só um conselho parvo da Mula.

 

Segunda solução: Dar a ansiedade para Deus. Confesso que esta é a que mais me agrada, e com a qual eu mais concordo. Aliás se algum dia tiver oportunidade de privar com Deus, vou entregar-lhe a minha ansiedade como prenda, a parte chata aqui, é que ele é extremamente ocupado e então é complicado - ainda por cima numa altura de crise que mal articulamos palavras - andar por aí a perguntar onde é que anda Deus, se alguém viu Deus... A coisa pode não ser fácil e entregar encomendas por outras pessoas não costuma dar bom resultado. Pior. Imaginem uma pessoa a ter um ataque de ansiedade, com a típica cara de perdido no mundo e ainda por cima a perguntar onde é que anda Deus. É possível que venham uns senhores de camisa branca ter com essa pessoa e levá-la para um sítio onde tudo é branco. Por isso cuidado com esta, apesar de ser, para mim atenção, a melhor se fosse possível claro, porque pelo menos assim resolvíamos a questão de uma vez.

 

Terceira solução: Confiar em Deus. Esta não será, neste caso, possível porque se ele não aparece para lhe dar-mos a ansiedade como é que podemos confiar nele?... Não é, como explicar... Compatível. É mais ou menos como uma empresa: se existe um funcionário que nunca aparece, ninguém pode confiar nele para o trabalho ser feito. Certo? Pois, é só e apenas por aí.

 

Quarta e última solução: Procurar encorajamento. Entendo. Aliás, esta é aquela que menos me agrada - por fazer mal à carteira - mas é a que me parece mais viável. Deus não aparece para lhe entregarmos a ansiedade por isso não lha podemos confiar. Rezam... se forem como eu sabem muito poucas orações e aquelas que sei não me devem levar a lado nenhum. Só nos resta procurar um encorajamento que é como quem diz um psicólogo. Na ausência de Deus, os psicólogos são de certa forma seus secretários, seus substitutos.

 

O artigo termina da seguinte maneira: "Com a ajuda de Deus, você pode controlar a ansiedade!"

 

Na volta Deus está a dar consultas no Serviço Nacional de Saúde, e na volta é como tratar um problema tipo o meu da rinite crónica. Estamos inscritos, UM DIA vamos ser atendidas, UM DIA um médico da área vai falar connosco, mas esse dia ainda não chegou, temos de esperar. Com Deus será certamente assim também. Tenhamos esperança no futuro.

 

Assim como assim, depois deste artigo Deus já não vai querer falar comigo por isso é melhor saltar logo para o psicólogo - não que esteja associar a psicologia ao inferno ok? - para não perdermos mais tempo.

 

Vá, agora venham queixar-se à Mula que andam ansiosos, que levam logo com este link para verem como são as coisas! Quem é amiga, quem é?

 

 

______________________________________

P.S.: Confesso que estou curiosa para ver quantos seguidores é que vou perder à custa desta brincadeira!

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Psicogata 24.01.2018

    Brilhante!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.