Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Projecto da Quarentena: Deixar de fumar e emagrecer (mas não vamos botar pressão nisto!)

Take 4589555 e 10 quartos - isto parece esquecido, mas não está #parte 2

Falei-vos aqui do percurso do meu Corpo de Verão 2020 - que já vos expliquei que sairá só em 2021 por motivos de pandemia mundial - e de como os Florais de Bach e as consultas com a Sara, tiveram um impacto muito importante no alcance dos meus objetivos, mas falta-me falar-vos da outra parte do meu projecto da quarentena: Deixar de fumar.

 

Para terem um pouco noção do meu percurso, antes do Corona - o chinês, não o mexicano - dominar o mundo e quando eu (ainda) tinha um trabalho, fumava diariamente meio maço, uns 12/13 cigarros nos dias maus. Vim para casa, tentei reduzir - até porque não poderia sair com a mesma regularidade de casa - mas sem ajuda não estava a correr bem. Se até havia dias que fumava pouco, outros dias nem por isso. Trabalhar em casa pode ser muito stressante, como vos falei aqui.

 

Foi por isso que decidi aceitar a ajuda da Sara e tomar o floral personalizado que ela me preparou, para me ajudar nesta árdua tarefa.

 

Com os florais cheguei a estar alguns dias sem fumar e estava bem, mas a verdade é que o meu normal passou a ser uns 2/3 cigarros por dia. Até porque se estava fora de casa e não levava o floral comigo a tentação era mais dificil de resistir, e às vezes nem se quer me apetecia resistir. Então assim passou a ser: 2/3 cigarros por dia, num dia normal, não mais de 5 num dia louco. A redução já foi enorme e implicou uma remodelação da gestão do tempo, porque basicamente eu só tirava pausa, no trabalho para fumar, e eu não queria abdicar do meu tempo de lazer.

 

Como funcionam os florais? É simples. Sentimos vontade de fumar? Coloca-se umas gotinhas de floral na boca e espera-se que a vontade passe. Não é bruxaria, prometo-vos, e resulta realmente. Claro que implica na mesma força de vontade, porque sentimos na mesma a vontade de fumar, e temos de aguardar o tempo de atuação do floral, mas à medida que o tempo passa é cada vez mais fácil e fica cada vez mais enraízado na rotina.

 

Fui-me mantendo assim ao longo dos meses... 2/3 cigarros por dia. 

 

Eis que o Corona - lá está, o chinês, não o mexicano - bateu-me à porta, eu acobardei-me e os 2/3 cigarros por dia tornaram-se 0 cigarros por dia. Fora de vontade e motivação é tudo nesta vida, e estou há 12 dias sem fumar. E estou bem.

 

Não vos vou dizer que não tenho vontade. Não vos vou dizer que já não peguei em maços vazios que tinha na carteira e espreitei 50 vezes a ver se tinha visto bem e se não teria ali um cigarrito esquecido... Não vou dizer que não atirei assim para o ar, para o moço "podias era trazer-me um macito de tabaco...", mas farta de saber que ele não mo traria. Se eu quisesse verdadeiramente um maço eu saberia a quem pedir, saberia quem mo traria, mas não. Estou a resistir, e apesar de me apetecer - faz-me falta essencialmente após as refeições - não estou ansiosa por isso, não tenho o coração a mil com vontade, nada disso. Apetece-me ponto, mas como não tenho nem fico a pensar nisso. Agora, não posso ter. Porque se tiver, vai até terminar.

 

Não sei se já posso dizer que deixei de fumar, porque sei que a probabilidade de ter uma recaída é grande mas...

 

Dizem que todas as vitórias contam, e esta é a minha.

 

Já sabem, precisam de ajuda como a vossa Mula para deixar este vício terrível? Falem com a Sara, ela explica-vos direitinho como funciona o tratamento.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.