Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Porque toda a gente está a escrever ao Pai Natal...

... E eu também quero!

 

Querido Pai Natal,

 

Sei que este ano me portei bem e toda a gente se portou mal comigo! Bem sei que não foi toda a gente, mas bem sabes que este ano foi bastante mau para mim. Comecei o ano doente, com uma gripe valente. Uns meses depois levaram-me o meu Mimo, o meu amor, o meu Miminho. Tive discussões várias por aqui e por ali, stressei, stressei muito. Adiei mais um ano a maternidade. Corri para tribunal - sim, bem sei que ganhei a causa, mas dos cabelos brancos não me livrei eu. Magoaram o Mulo, bem sabes que ele agora anda mal e em modo canguru arraçado de flamingo. Pensei estar com uma doença um tanto grave, felizmente foi falso alarme, ainda que seja algo que me irá acompanhar para toda a vida. Ainda assim do susto não me livrei, das preocupações também não. Bem sabes também que perdi mais dinheiro do que ganhei, e agora vou ficar desempregada e até tenho o salário em atraso. Terei de adiar mais um ano a maternidade. Bem sabes como gosto de viajar, e de explorar mil imagens. Sim, bem sei que também tive o dia mais feliz da minha vida, e conheci cidades novas, que finalmente tive um carro quase novo como sempre sonhei e estou finalmente a compor a minha casa, mas ainda assim este ano não foi o meu ano, e acho que me deverias de recompensar. Sorte a tua que sou mulher simples de agradar.

 

Quero livros! Vou ficar desempregada, preciso de livros. Quero, quero e quero!

 

PicMonkey Collage.png

 

Preciso de pijaminhas quentinhos, bem sabes que os meus pijamas são do tempo da Maria Cachucha e eu estou longe de ter o corpinho desse tempo da Maria Cachucha, assim sendo, os meus pijamas alojam-se demasiado nas ancas não chegando bem a cobrir os pés, ou então alojam-se nas maminhas e não chegam bem a tapar a barriguinha. Passar um inverno quentinho é o que eu desejo.

 

 

E porque a tradição diz que no Natal recebemos pijamas - já está -  e meias, e como sabes que sofro do frio, quero meias caneleiras quentinhas para passear, as cores eu deixo-te escolher, não sou esquisita. Mas por falar em tradição... Este ano não me dês bombons, se não para o ano estou a pedir-te novos pijamas e novas meias porque já não servirão novamente.

 

 

E por último, não querendo abusar da tua boa-vontade, que bem sei que a tens, quero um emprego. Não tem de ser excessivamente bem pago. Mas dá-me um emprego que me motive e me aqueça a alma. Peço-te este presente em último, porque sempre me ensinaram que os últimos são sempre os primeiros, e quero acreditar que assim será. Bem sabes que mereço, que sou empenhada, dedicada e apaixonada.

 

 

Querido Pai Natal, canta o Boss AC que "Há quem diga que tu não existes, quem te inventou foi a Coca-Cola. [Mas] Não te preocupes, que eu não digo a ninguém. [Porque] Se és Pai Natal, é porque és pai de alguém" por isso se queres voltar a ver o teu amigo Rodolfo é bem que comeces a dar corda aos sapatinhos. Tens até à meia noite do dia 24 de Dezembro para me compensares, se não, lamento pelo teu amigo...!

 

Um grande beijinho desta menina que te quer bem!

Mula

 

[tic tac... tic tac... tic tac...]

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.