Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Operação Respirar # 3 Recuperação

3.JPG

 

Quanto pesa um nariz?

 

A sério: Quanto pesa um nariz? É que apesar das porcarias todas que eu comi, a balança reduziu os valores... Ainda que se calhar a pergunta mais acertada é: Quanta massa muscular se perde em 15 dias sem qualquer tipo de exercício?

 

A médica foi bastante clara: Os primeiros sete dias de recuperação implicaram repouso total e absoluto. Sete dias foram passados na cama, os suficientes para ter ficado com o rabo quadrado e com as costas feitas num oito. Para além do repouso, os banhos durante estes dias foram frios - e estamos numa altura ótima para tomarmos banhos frios, não acham? - a comida foi fria, as divisões estavam frias, e tornei-me a melhor amiga do meu edredão. Obviamente ainda não recuperei totalmente da minha constipação, que assim é difícil... Mas agora que aos poucos retomo a minha vida normal, a ver se me livro dela totalmente. Para já, posso é assegurar-vos de que é bom, poder voltar a comer comida quente! É bom, poder voltar a tomar banho de água quente. É bom, poder voltar a ter o meu quarto com uma temperatura confortável.

 

Quanto ao rosto que estava deformado, como vos contei aqui, aos poucos vai ganhando forma. Estive sem qualquer tipo de cor no rosto - até pensei que me tivessem curado da rosácea, confesso  - durante uns 4 dias, mas aos poucos o rosto foi ganhando cor, e aos poucos a boca foi ganhando mais mobilidade e comecei a ficar mais tranquila e mais descansada. Mas aqui, ainda não estou totalmente recuperada. Ainda tenho o nariz anestesiado, o lábio ainda está com fraca mobilidade, e apesar de já conseguir sorrir - sim, era coisa que eu tinha deixado de conseguir, incrivelmente - ainda tenho algumas dificuldades na fala e é aqui que se percebe que ainda não estou totalmente recuperada. A seu tempo... A médica diz que ainda pode levar mais uma semana, semana e pouco.

 

A parte fantástica é que respiro integralmente pelo nariz desde o primeiro dia em casa. Tenho muito corrimento nasal, essencialmente se estiver muito tempo em pé, mas é normal. Mas a verdade é que é incrível já respirar tão bem, e as noites são fantásticas e tenho adormecido muito mais rápido. Ainda vou descobrir que as minhas insónias se deviam à falta de oxigenação no cérebro...

 

Ontem fui à consulta de acompanhamento do otorrino e eles dizem que estou a recuperar muito bem. Só apenas um contratempo... Os pontos, que iriam sair naturalmente, precisaram de ser arrancados. Estavam a infeccionar, e antes que piorassem o doutor achou por bem removê-los na consulta de ontem. Eu não estava preparada para sofrer tanto numa consulta de acompanhamento confesso e vim de lá toda moída. Mas hoje já acordei melhor, e com ainda mais mobilidade facial, já que os pontos estavam a repuxar demasiado.

 

Quanto ao concerto, a médica diz que posso ir à vontade, que estou a recuperar tão bem que posso ir sem me preocupar. E diz que dentro de uma semana - ou assim que deixar de sentir qualquer dor ou desconforto - que posso regressar ao ginásio.

 

O que aponto de negativo na cirurgia, neste momento, são os efeitos da anestesia. Ontem deveria de ter falado sobre isto mas esqueci-me, mas como tenho nova consulta em Fevereiro, se não melhorar depois eu falo sobre isto: O meu cabelo está a cair em dobro ou em triplo - e ele que já caía pouco... - e a minha pele da cara está toda a descamar, por mais creme que ponha, parece que ele não hidrata de forma alguma, e até já usei cremes da minha mãe que são mais fortes e mais regenerativos.

 

Tirando tudo isso, confesso que estou mais animada com a cirurgia. Eu que assim que me olhei ao espelho me arrependi amargamente de me ter submetido a tal, hoje estou mais consciente de que não é possível sair ilesa de uma cirurgia, que as coisas demoram o seu tempo e que e preciso saber esperar. O facto de olhar para o espelho e perceber que aos poucos volto a ser eu, faz com que me tranquilize finalmente, e respirar bem tem compensado todos os pontos negativos. A verdade é que sonhei com esta cirurgia anos... Cerca de uns 10 anos. Desde há 10 anos que utilizava inaladores com cortisona para poder dormir. Desde há 10 anos que o meu olfato tem vindo a deteriorar-se. Desde há 10 anos que as minhas noites foram piorando e piorando... Desde há 10 anos que eu procurava uma cura que os medicamentos não traziam. Por isso sim, parece-me que correu tudo muito bem.

 

Sei que há muita gente que me lê que precisa de se submeter a esta cirurgia - ou outra semelhante, que cada caso é um caso - e que tem medo porque a recuperação é chata... Posso apenas dizer-vos que sim, que é muito chata, e se a minha foi uma operação simples - basicamente foi ressecar mucosas, reduzir os cornetos, reduzir as narinas e corrigir o desvio do septo - e já foi chata, imagino aquelas em que é preciso partir o nariz, e quase refazer o dito... Mas digo-vos que vale a pena. São alguns dias de sacrilégio? São. Dói ao contrário do que vos possam dizer? Dói! Passamos dias e noites que só nos apetece chorar? Passamos! Mas bolas, o que são sete dias, quinze dias e até um mês, quando comparamos com todo o resto da nossa vida? Submeti-me a esta cirurgia para ganhar qualidade de vida. Não foi por uma questão estética - aliás o meu nariz era bem mais bonito antes... - nem por um capricho, foi mesmo para ganhar qualidade de vida.

 

Pensem nisso e... Coragem!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.