Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

O perigo de não conhecer

Habitualmente, quando somos destacados na página principal do Sapo, é habitual recebermos comentários de pessoas que não nos seguem diariamente, e que apenas devido ao destaque visitaram o nosso blog. Recebemos por isso comentários de pessoas que não conhecemos e que não nos conhecem.

 

Às vezes esses comentários são bons, outros nem tanto. Mas a questão nem tão pouco se prende pela simpatia (ou falta dela) dos comentários, que isto é como quando se anda à chuva... Às vezes molhamos as botas velhas que têm um buraco à frente e molhamos os pés. Prende-se com o facto de muitos fazerem figuras de urso - literalmente - por acharem que conhecem a personagem que ali se encontra apenas com uma única publicação* e fazerem acusações - às vezes graves - de situações que não fazem nem ideia. Nem os seguidores habituais conhecem verdadeiramente quem se encontra atrás do pano, quanto mais esses Srs. Sabichões - modelos de perfeição - que aparecem vindos do nada, sabe-se lá porquê e com quem. A questão aqui nem é a ofensa, porque não ofendem se não servir a carapuça, mas tanta estupidez enerva-me e causa-me urticária. É como aquelas pessoas que têm medo de gastar os piscas da sua viatura, na estrada... Muitas vezes não temos nada a ver com isso, mas pronto, enervamo-nos porque nos fazem perder tempo. O caso é o mesmo.

 

Não deixo de me rir quando recebo acusações que não interiorizo porque não me pertencem. Mas é um riso nervoso, já me coçando toda, porque me fazem perder tempo e pensar numa resposta que os mantenha mais um bocado no blog para me ajudarem a ascender aos mais comentados do dia (#sóquenão). Já fui acusada de menina mimada, de pertencer a uma elite - ai quem me dera -, de arrogante - talvez um pouco, depende muito dos dias, sim? Perspicazes estes meus leitores - e até... Imaginem só... De ignorante. Está certo, se calhar ignorante sou bastante, vamos lá então riscar este último ponto da lista. Só me falta acusarem que ando no truca-truca com o sapo e vá lá, a sério... Zoofilia é que não, tudo menos isso, que eu não tenho Aires no nome e as relações incestuosas - já que sou parente próximo de qualquer animal - também não me seduzem que não ambiciono reproduzir uma versão mais indecente dos Maias.

 

Já sei que haters gonna hate e por aí em diante, mas não deixa de ser triste alguém dar-se ao trabalho de desatar ao estalo, só porque acordou com o pé de fora, só porque aquela publicação foi tida como uma ofensa pessoal - quando na maioria das vezes não o é - ou então porque simplesmente odiou... Acredito que aquilo que leva alguém a destilar ódio contra desconhecidos seja o mesmo que leva conhecidos a comentarem por bem... É no fundo, só e  apenas o querer conversar e discutir pontos de vista, mas... Sobre diferentes pontos de vista até porque dizem que todos têm direito à vida e à liberdade de expressão e tretas desse género. Não deixo de estar de acordo, mas também não assino por baixo.

 

Tudo isto para dizer a esses senhores (e senhoras, que esta coisa do ódio não escolhe sexos) apenas uma coisa: Não me atingem a alma... Só me atingem os nervos. Mas podem continuar a tentar, porque como me ensinaram entretanto, e dizem que devemos ouvir a voz da sabedoria: "antes que digam mal de mim que me ignorem!"

 

Mas agora a sério, eu estou a marimbar-me para aqueles que não vão com as letras que escrevo, mas há quem não seja assim... Há quem se melindre. É perigoso acusar quem não se conhece. E acho que ninguém quer viver com um suicídio ou outro na consciência.

 

P.S.: Fiquei agora a pensar naquela questão da elite... Acho que criar a Elite dos Pobres era excelente e iria levantar a auto-estima de muita gente. 

 

 _____________________________________________________

*Leiam só mais três ou quatro publicações para fazerem o despiste, se for mais do mesmo aí têm a minha bênção para partirem para o insulto. Mas só e apenas nesse caso.

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Mula 29.08.2016

    Vou dizendo por este blog fora, ao que parece.. Até um CONTO - uma história apenas uma história - foi motivo para ser insultada na minha própria casa xD ahahahahaha Depois a pessoa sentiu-se gozada e apagou os comentários todos... nem um ficou para a posteridade... -_-'
    Agora recentemente, o facto de eu me ter sentido envergonhada por estar atrás de um balcão quando poderia estar a fazer algo no qual gastei 3000€ foi motivo para outros tantos insultos.. Achava-me superior aos outros ao que parece... E ao que parece fazia parte de uma elite.... e entre muitos outros que nem vale a pena trazer para aqui...
    Mas a mim é-me igual ao litro, mas fazem isto ao longo de tantos blogs, que devem levar certamente uns quantos  a desistir para não estarem a ter chatices... e isso sim chateia-me bastante!
  • Imagem de perfil

    CM 29.08.2016

    Isso é coisa de gente parva e frustrada. Como diz um amigo meu, coisa de gente mal fo****. Que se tiverem amor em casa não andam a mandar veneno para cima dos outros. Não passes cartão a nada disto. A ideia é podermos expor o que sentirmos, se assim o entendermos, e se te sentiste incomodada, então é disso que falas. Eu muitas vezes sinto-me quando vejo o percurso de alguns colegas meus, médicos, engenheiros, etc. Eu num escritório o dia todo. Fico contente por eles, mas tenho pena de não ter feito mais.
    Enfim. Gente parva Mula, só merecem duas palavras tuas (e em estrangeiro para ser fino) "Fuck you".
  • Comentar:

    CorretorMais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.