Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

No dia em que eu vi um homem morto na berma da estrada...

Porque estou de férias, e porque nas férias acontecem sempre situações parvas - devo dar largas à imaginação, não sei... -, lembrei-me de uma situação que aconteceu há uns anos numas férias a dois. Algures ali entre 2008 e 2010.

 

Estávamos para os lados do Alentejo, creio que foi para os lados de Santiago do Cacém, numa estrada tipo via rápida daquelas que tem um separador no meio com árvores giras, acho que ia a caminho do Bafoca Safari Park. Estamos a circular normalmente, descontraídos e eis que olho de esguelha e vejo um corpo na berma da estrada.

 

 - Viste? - Pergunto-lhe.

 

Não viu. Pois claro estava a conduzir, não viu. Expliquei-lhe o que tinha visto, fiquei mesmo perturbada. Um corpo morto ali na berma da estrada em Portugal... Não parecia real, parecia tirado de um filme de terror qualquer. Não estava ali ninguém à volta, nem bombeiros, nem polícia e pelo que vi olhando para trás, ninguém parava ou abrandava, e assim seguia a vida. Mas eu não me sentia bem e pedi-lhe para voltar para trás, que queria perceber o que tinha acontecido, que era melhor chamar alguém. Vês muitos filmes, Mula. Dirão vocês, mas eu sei bem o que vi.

 

Pior é que estávamos num ponto que não dava para fazer inversão de marcha. Andamos imenso para chegar a um ponto e voltar tudo para trás, para depois voltarmos a fazer inversão de marcha para voltarmos a fazer a estrada no sentido correcto, onde tinha o dito corpo. Não nego, estava assustada. O Mulo dizia que não podia ser, mas eu sabia bem o que tinha visto.

 

Uns bons quilómetros depois, algum tempo mais tarde, eis que chegamos ao ponto onde estava o corpo...

 

... Era só uma árvore que tinha caído mal coberta por uma espécie de lona.

 

 

 

Sim vocês têm toda a razão, eu devo realmente ver muitos filmes...

 

Ainda tentei perceber se era mesmo ali, se no tempo em que fomos dar a volta o corpo não teria sido levado... Não, era mesmo ali e era só mesmo uma árvore!

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.