Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Não sinto nada...

Faz hoje dois anos... E eu não sinto nada. Não sinto dor, não sinto saudade, e até já não sinto ódio.

 

Para onde vão os nossos sentimentos, quando as pessoas vão embora da nossa vida para sempre? Ficam guardados onde, exactamente?

 

Não sinto nada... E às vezes não sei se é normal. Mas é bom deixar de ter medo, é bom deixar de ter uma parte de mim fingida. Fingia, porque era obrigada a pôr o rancor de lado... só porque me era pedido. Nunca se deve pedir a alguém para colocar o rancor de lado... Porque é demasiado grande esse pedido. Não somos sinceros, nem com os outros, nem connosco próprios.

 

Às vezes pergunto-me se te perdoei. Não sei. Não sei, porque não sinto nada... O ser humano é realmente fantástico, tem capacidades inigualáveis... Deixei de guardar as tuas piores memórias... Também não tenho guardadas as boas, porque essas nunca as tive...

 

Não sinto nada... Acho que quando te foste levaste tudo contigo. Tudo o que era teu e que pertencia aos outros. Não seria a primeira vez que levarias algo que não era teu. Sim, levaste tudo o que eu sentia, contigo. Porque simplesmente não sinto nada.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.