Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Maldade Humana

Existem várias correntes psico-filosóficas acerca da maldade das pessoas. Temos por exemplo a corrente defendida por Jean-Jacques Rousseau que acreditava que todos os indivíduos nascem bons mas que a sociedade sendo maioritariamente má, corrompe esses mesmos indivíduos tornando-os maus. Ou seja, Rousseau defendia que a maldade é um fator externo que vai ganhando forma à medida que os indivíduos vão convivendo uns com os outros. Já Thomas Hobbes discordava, e dava conta de um individuo naturalmente mau à nascença defendendo que é dever da sociedade humanizá-lo - ou seja, torná-lo diferente de um animal selvagem que apenas segue os seus instintos - e torná-o dotado de bondade e de características sociáveis para que haja uma convivência pacífica entre todos os indivíduos. Ou seja, Hobbes acreditava que os fatores externos conduzia a bom porto o ser humano.

 

Muito se poderia dizer acerca da maldade das pessoas, até onde ela consegue chegar. Até quão primitivos os humanos conseguem ser. Mas não é isso que efetivamente pretendo, os jornais diariamente já dão conta do quão horrendos e macabros conseguem ser os homens - e as mulheres, pois claro. Pretendo apenas refletir sobre estes dois princípios que aparentemente opostos possuem os dois verdades e sentidos.

 

Vejamos, as crianças, sem filtros e com pouca influência externa, são conhecidas por serem cruéis. Infelizmente o bullying está longe de ser acometido apenas por adolescentes. Mas será que os bullies de tenra idade serão apenas um espelho e apenas refletem o comportamento dos pais? Terá Rousseau razão e as crianças são puras e boas e são os primeiros ambientes que os corroem? Ou pelo contrário, é a pouca experiência de vida, o pouco contacto que possuem com a sociedade que impede as crianças de serem melhores, porque são naturalmente más?

 

Acredito piamente que a maldade é intrínseca aos indivíduos que já nasce connosco e que a sociedade nos tenta, efetivamente controlar, mas creio que aqui existe um problema. É que a sociedade está cada vez mais podre, cada vez mais corruptível, cada vez mais má, que acaba por possuir o efeito contrário e os indivíduos em vez de se tornarem cada vez melhores, cada vez mais bondosos, respeitosos e afetuosos surte o efeito contrário e assim pessoas que até têm uma boa índole têm tendência a deixarem-se corromper pelos demais, porque este mundo é uma selva, onde meio mundo tenta prejudicar o outro meio e acaba por ser um salve-se quem puder.

 

E vocês, acham que somos maus naturalmente e a sociedade possui o papel de nos tornar bons, ou nem por isso?

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Mula 06.02.2017

    Ora nem mais!
    É por isso que eu acho que há sempre factores internos, que ainda que possam ser condicionados por questões externas, que vão sempre ser processos internos... o bichinho mau já lá tem de estar... É uma das coisas que mais me assusta, ter um filho, esforçar-me para ser uma boa mãe e educá-lo tão direitinho quanto me for possível e o estupor sair torto....
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.