Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Lutar contra o excesso de peso #28

Imagem retirada daqui

 

Sábado foi dia de pesagem e dia de pesagem é sempre aquele dia importante, encarado com nervosismo. Basicamente porque o dia de pesagem é aquela verificação/compensação de todo o esforço feito ao longo de 30 dias e nem sempre conseguimos obter a recompensa desejada e é isso que torna este dia tão potencialmente dramático. Quem nunca fez um esforço descomunal para perder peso e o ponteiro da balança não se mexeu um milímetro que atire a primeira pedra. Ou pior! Quem nunca se esforçou verdadeiramente para perder peso e a balança ainda subiu os números? Eu já passei por isso... Por isso o dia de pesagem para mim é sempre um dia importante, encarado com alguma ansiedade e esperança.

 

E o dia anterior à pesagem?

 

Desse ninguém fala, mas alguém tem de dizer as verdades neste mundo. O dia anterior à pesagem é ainda pior, porque é aquele dia que nós achamos que vamos conseguir compensar todos os males cometidos em 29 dias, é o dia em que temos de beber o máximo de água que conseguimos "para limpar", é o dia que não podemos comer um bróculo se quer a mais, porque é isso que vai desequilibrar os números no dia seguinte, e não podemos se quer respirar demasiado ar porque inchamos e os resultados vão ficar comprometidos. Compreendem a pressão? Conseguem sentir a pressão? Claramente estou a satirizar e a elevar ao expoente da loucura tudo isto, mas a verdade é que os dias próximos das pesagens, são os dias em que mais andamos a toque de caixa, certinhos, sem excessos, na inocência de que vamos compensar os disparates já cometidos. Não quero desiludir-vos, mas, e apesar de ter algumas atitudes parvas a este nível, o que importa é o todo, e não apenas o que fazem no dia anterior. Não digo que devemos estar focados 100% do tempo, mas no mínimo 80% do tempo, que não serão os restantes 20% que nos irão derrubar, ainda que nos possa atrasar.

 

Mas adiante, que já sabem, que quando começo a divagar... A coisa alonga-se demasiado. Tinha-vos contado aqui que este mês estava a ter algumas dificuldades, e que apesar de estar a cumprir o plano direitinho e de treinar quase todos os dias que a balança não estava a ser minha aliada... Pior, e isso não vos contei, mas ainda se atreveu a aumentar de peso um pouco. Dá-me cabo dos nervos a bicha, confesso, e já faltou menos para a atirar janela fora. Fizemos um ajuste no plano e a coisa desempanou. Desempanou e finalmente alcancei o meu primeiro grande objetivo: Estou oficialmente abaixo dos 70kg!

 

Não conseguem imaginar a minha felicidade ao subir para a balança e ver um 6 como primeiro número. Não importa que logo a seguir estivessem dois noves, não interessa, porque para a vossa Mula não são 100g que separam os 69,9 dos 70kg - já sabem que sou má com números -, na minha cabeça 69 pertence aos 60kg, e 70, são 70kg. E essa diferença são de 10kg! Contas estranhas? É... eu sei... Mas quem luta diariamente contra o excesso de peso certamente me compreenderá. Senti exatamente o mesmo quando deixei os 80kg, e sinto o mesmo agora que voltei a deixar - e espero que desta vez, de vez - os 70kg para trás.

 

Estou oficialmente confirmada nos 69,6kg, a balança de casa do moço assim o diz e a balança da nutri confirmou! Percebem o porquê de querer deitar a balança pela janela fora? Como assim roubar-me 300g? Maldita! Perdi alguns centímetros em todo o corpo, diminui 2% de massa gorda e ainda consegui aumentar a massa muscular, poucochinho, mas consegui e esta última semana tenho a confessar-vos que não consegui treinar um único dia, por falta de tempo. 

 

E foi assim que num mês supostamente mau, em que durante duas semanas não alcancei, supostamente, resultados, que consegui perder quilo e meio. É por estas e por outras que devemos de ser persistentes e não desanimar. Estou assim a aquecer para rumar ao meu segundo grande objetivo: Chegar aos 65kg, peso que estupidamente me escapou por entre os dedos há uns 2 anos atrás. Não querendo bater com a cabeça na parede, acho que o pior já foi conseguido, que foi criar rotinas alimentares saudáveis, inclusive lanchar - que sempre foi algo que não se encaixava na minha rotina -, não passar fome e ser feliz.

 

Neste processo de perda de peso estipular objetivos é muito importante e eu estabeleci três: sair dos 70, alcançar os 65 e a minha meta final são os 60kg e lá manter-me até ser velhinha, permitindo-me uma oscilação consciente de 1 ou 2kgs, no máximo.

 

E é isto minha gente, continuo aqui firme, a rumar para o meu corpo de verão que pode chegar entre este ano e o ano de 2025 - não vamos botar muita pressão, né? - num caminho sinuoso, com lombas e paralelos desnivelados, mas continuo firme e otimista!

 

Quem está comigo desse lado?

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Mula 31.03.2021

    Acho que é quase impossível, alguém com tendência ao excesso de peso, não oscilar o peso. É frustrante? É muito... Pode ser por descuido nosso? Pode.. mas não só. Basicamente temos de ter o dobro, o tríplo, o quádruplo da atenção...
    Claro que consegues, tens o teu próprio exemplo de que és capaz!
    Por isso olha, força, estamos juntas.

    P.s.: Eu por acaso acho que treino melhor em casa do que no ginásio, mas já tenho saudades do ginásio...
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 31.03.2021

    Trata-se de uma luta para a vida. Apartir do momento em que temos um discutido estamos tramadas. Custumo dizer que engordo com o ar, acho que não estou muito longe da verdade...
    Sempre fui gorda (muito gorda),por isso já consegui um gandaaa feito. E sei que consigo chegar ao meu objetivo, só tenho de voltar à velha vida de contar calorias e aos treinos regulares.

    Como não gosto de treinar, não faço por gosto,por isso preciso daquela vozinha no ginásio que não me faz parar tantas vezes. Por outro lado, é mais motivador porque existe mais gente ao meu redor... Em casa arranjo sempre uma desculpa para não treinar...
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.