Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Lua cheia em Carneiro

imagem retirada daqui

 

 

Quem me conhece sabe que acredito nos signos e na influência dos astros desde miúda. Não! Não acredito nas previsões da Maia ou seus semelhantes, mas a verdade é que acredito que somos influenciados por algo superior. Não percebo muito sobre o assunto, mas acredito. Acredito nos astros. Ponto.

 

À parte de tudo, tenho andado muito explosiva, choro por tudo e por nada, tomo atitudes bastante radicais para o meu normal e tudo o que é sentimento, raiva, amor, ódio, anda à flor da pele. Estou de TPM é certo, mas eu estou de TPM 12 vezes ao ano e a verdade é que, felizmente, não é sempre assim com esta intensidade.

 

Descobri que começamos outubro com a lua em carneiro - o meu signo. E sejamos sinceros - e agora, falo para quem acredita -, já não é fácil ser carneiro neste mundo, mas ter a lua cheia em carneiro sendo eu carneira, a coisa fica ainda mais difícil. Pensem num cocktail de impulsividade e impaciência. Estes são os meus dias!

 

Agora falando muito a sério, não faço ideia se ando assim por causa da lua em carneiro, se porque a vida continua a puxar o tapete sem dó nem piedade e continuo a ir ao chão, mas... ando oficialmente impossível de aturar... Tivesse eu dinheiro e isolava-me num mosteiro qualquer, bem longe, até isto passar para que ninguém saísse magoado, essencialmente eu mesma. Sinto-me constantemente colocada à prova, não por ninguém em específico mas no geral. Sinto que alguém anda no meio de um tornado com o meu boneco de vodu e que a coisa não está fácil e já se sabe, quando a cabeça e a alma não tem juízo... O corpo é que paga.

 

Mais alguém em modo bomba relógio desse lado?

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.