Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Infância

Quando era Mula pequena brincava na rua e corria pelas eiras esfolando constantemente os joelhos. Catava silvas à procura de amoras, as silvestres sempre foram as minhas favoritas. Comia gelados de gelo de groselha feitos pela mãe. Andava de bicicleta e caía constantemente esfolando cotovelos. 

 

Quando era Mula pequena brincava cá fora, corria na chuva, chapinhava na lama e no verão aguentava a água fria do mar e a areia escaldante nos pés sem me queixar. 

 

Quando era Mula pequena só queria brincar, esquecia-me até de comer. Fazia fitas para me deitar cedo e gostava de adormecer com a mãe no sofá enquanto víamos filmes até tarde. 

 

Fui criança na minha infância. Acho que agora as crianças já não sabem o que é ser criança... Fui criança e fui feliz!

 

Bem sei que se mudam os tempos, mudam-se os passatempos, mas será que as de hoje poderão dizer o mesmo? 

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Mula 22.08.2017

    A mim deixaram, claro que ajudo viver numa terra pequena, numa rua com pouco movimento e existir imensas crianças mas... Acho que hoje mais do que nunca se protege demasiado as crianças e não se promove a brincadeira cá fora, para se respirar ar puro.
  • Imagem de perfil

    Miss Winter 22.08.2017

    Eu vivi e vivo num meio pequeno, minha mãe é que não me deixou ser criança... graças a Deus vivo num bairro calmo com ruas largas, com muitas crianças e ainda se pode brincar na rua. Ainda no domingo de manhã enquanto cortei a relva deixei-o estar dentro de casa, não fosse a fazer algum disparate. Depois fui regar lá trouxe os carros andou a carregar pedra e a descarregar, sossegadinho sem chatear... temos um futuro construtor ou engenheiro eheheh
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.