Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Ideias para superar a crise

logo death.jpg

 

Todos sabemos que a crise é uma coisa muito séria, e situações sérias exigem por vezes medidas extremas. E como a Mula gosta de ter um papel ativo na sociedade, pensou em diferentes medidas que visam reduzir um dos piores números dos portugueses - o número de desempregados.

 

Deste modo, a Mula propõe as seguintes medidas:

 

- Aumento das filas de espera nos hospitais e encerramento das principais farmácias;

- Vazamento de óleo nas principais estradas do país;

- Diminuição do controlo alimentar;

- Aumento da poluição ambiental;

- Redução do controlo policial;

- Controlo do consumo de bebidas não alcoólicas, essencialmente no que respeita à água potável.

 

O objetivo?

Seleção natural da espécie e consequente diminuição da população, que se traduzirá numa diminuição do desemprego - devido ao óbito de desempregados -, e no aumento dos postos de trabalho - devido ao óbito dos atualmente empregados.

 

Com a diminuição da população, irá ser possível ainda diminuir os apoios dados pelo estado aos mais carenciados e as despesas com reformas, o que a longo prazo poderá resultar no aumento do PIB e na diminuição dos impostos.

 

Conseguiremos ainda fortalecer e aprimorar a espécie humana, uma vez que apenas os melhores e mais saudáveis sobreviverão, tal como referiu Darwin, há muitos, muitos anos atrás.

 

Efectivamente, algumas destas medidas já foram sendo implementadas ao longo dos anos, mas ainda sem o impacto desejado, pelo que sugiro maior empenho deste governo.

 

P.s.: Tu que vais criticar as medidas da mula, tens ideias melhores?

 

See you*

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.