Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Hoje estou numa de psicanálise... parva, obviamente! #1

Tenho umas tantas frases e atitudes de clientes guardadas na memória, todas referentes aos produtos que vendo, mas... E se existir algum desejo latente de transpor os sentimentos para outros campos?

 

Seria algo deste género*. Ora vejamos:

 

484615_340709506014039_1945804773_n1.jpg

 

➷ "Apaixonei-me por este azulejo, vou deixar aqui de parte e vou dar mais uma volta a ver se gosto mais de outro, entretanto."

Verifico que esta cliente, pela forma como se expressa, tem uma certa dificuldade de se comprometer com algo para a vida. Fala assim do azulejo porque não dá jeito dizer isto aos homens: "gosto de ti, mas vou ver se encontro melhor, fica aí à minha espera para o caso de não encontrar mais nenhum que me agrade.". Conselho da Mula: Minha querida cliente, sempre me ensinaram que mais vale um pássaro na mão do que dois a voar e se eu estou disposta a guardar-lhe o azulejo por algumas horas - se for caso disso - a verdade é que há tanto peixe no mercado que os homens com as suas perninhas rápidas desaparecem que é um instante. Tenha cuidado.

 

➷ "Estou indecisa... Pode ajudar-me a escolher?"

São normalmente aquelas mulheres que não se comprometem com ninguém sem primeiro mostrar aos amigos e familiares para aprovação. Quando esses círculos próximos aprovam o moçoilo ou a moçoila, são pessoas extremamente decididas optando sempre pelo oposto. Ou seja, se eu digo que gosto mais do anel azul, a cliente acaba sempre a levar o amarelo, e o mesmo pode acontecer com os homens. Conselho da Mula: Caríssima, isso pode originar que alguém lhe fique com o outro homem que rejeitou e depois um dia vai querer regressar para ficar com o outro, mas o mesmo já não se encontra na loja, perdão, disponível.

 

➷ Aquelas que compram por impulso e no dia seguinte vêm trocar ou devolver.

Impeçam estas mulheres de viajar até Las Vegas, porque serão aquelas que conhecerão um gajo numa noite de copos e que casará com ele numa daquelas igrejas duvidosas e sem grande aparato. No dia seguinte irá acordar arrependida e provavelmente não se lembrará tão pouco do nome do marido. São pessoas muito impulsivas e nunca nos podemos fiar verdadeiramente nas suas ações porque rapidamente voltarão com a palavra atrás. Conselho da Mula: Dizem que devemos viver como se o mundo acabasse amanhã mas... A sério não é preciso exagerar. Qual é a probabilidade de acabar mesmo, amanhã?

 

➷ Aquelas que pedem: "Pode reservar-me que eu depois mais logo venho buscar?", mas nunca voltam.

São totalmente o oposto das mulheres anteriores. Têm medo de se precipitar e vão dando as chamadas falsas esperanças para se irem mantendo no mercado e escolherem bem o que pretendem, partilham com as primeiras o medo do compromisso e raramente se chegam verdadeiramente a comprometer. O medo de saírem magoadas fala mais alto e não avançam nas relações. Conselho da Mula: As relações são fodidas. São, efetivamente são. Mas é como as quedas: não passa do chão. Se se magoar, tem dois trabalhos: o de se magoar e o de se curar, mas a vida continua. Não vale a pena sofrer por antecipação, atire-se e goze a vida.

 

 

 

Brevemente há mais...

 

____________________________________________________

* Por uma questão prática tive apenas as mulheres em conta neste estudo profundíssimo, já que a cabeça dos homens é ... meia oca, por assim dizer sem ferir grandes suscetibilidades.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Mula 08.09.2016

    Não seria a primeira vez, nem a última, não é verdade?  Image
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.