Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Eu não a vejo...

... Mas sei que ela anda por aí.

 

Eu não a vejo, mas sinto-a e até consigo quase imaginá-la, enquanto se esconde por entre os cantos e recantos da casa, à nossa revelia, sem qualquer permissão. 

 

Sinto-a e odeio a sensação de a sentir a rondar, sem que saiba realmente onde a encontrar, como a exterminar. Faço de tudo para as evitar, mas parece que tudo é muito pouco... 

 

Sinto-a e vejo a casa que teceu à volta de onde não devia! Ela esconde-se porque sabe que quando a encontrar não vou ter qualquer piedade, qualquer compaixão. Medo talvez. Bastante medo, é até bastante provável, mas nada que o insecticida não resolva!

 

Maldita aranha que teceu uma bruta moradia numa janela que nunca é usada! Ó como eu tenho saudades de morar na cidade!

6 comentários

  • Imagem de perfil

    Mula 29.07.2017

    Acho que por aqui é mais: As aranhas andam a ficar-me com o dinheiro. Porque não as consigo encontrar, nem a elas nem ao dinheiro! Image
  • Imagem de perfil

    Triptofano! 29.07.2017

    National Geographic a caminho! Nova espécie de aranha encontrada na casa da Mula. Alimentação: notas de euro e certificados do tesouro! 
  • Imagem de perfil

    Mula 29.07.2017

    ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaha


    Será que depois me deixam ficar com o dinheiro e com os certificados?  Image
  • Imagem de perfil

    Triptofano! 29.07.2017

    Primeiro terias que fazer a aranha vomitar o almoço. Segundo terias que ser boa em puzzles. De resto não vejo porque não!
  • Imagem de perfil

    Mula 30.07.2017

    ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahah
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.