Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Eu já... #19

Eu já fui insultada em coreano.

 

Enquadrando.

 

Uns clientes coreanos vieram cá à loja, e achavam que mandavam nos preços. Assim, colocavam os produtos no balcão e diziam por que preço iriam comprar os ditos produtos, cuja resposta era sempre a mesma "Não. Isso não é possível". Então começaram a dizer "Então se não me fazes esse desconto, ofereces-me isto. Quero isto e aquilo de oferta" e eu continuava e explicava que poderia fazer um pequeno desconto, mas não o valor que eles queriam. E a minha resposta era sempre a mesma: "Não. Isso não é possível!". Tentaram, espernearam, argumentaram, e tivemos nisto mais de 10 minutos. O meu colega tentou levar a conversa na brincadeira e ria-se, eu começava a perder a paciência. Quando perceberam a minha falta de paciência ainda começaram a brincar mais e a gozar, e a fazer de conta que iam levar na mesma os produtos, mesmo sem a minha permissão. Até que lhes disse que se continuassem, eu não iria fazer qualquer desconto e levariam ao preço que estava marcado, e se colocassem alguma coisa na mala que eu seria obrigada a chamar a polícia. Ficaram de cara trancada e começaram a praguejar na língua deles.

 

Eu sorri, eles chateados, pagaram com o desconto que eu disse inicialmente que faria, e foram embora sem descontos extra, nem produtos ofertados.

 

Mula 1; Coreanos 0.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Mula 07.03.2016

    São dos povos mais complicados para atender... São demasiado insistentes... 


    Por exemplo os Russos também têm este habito de "compro por x" e se não for possível, dizem outro valor, e se mesmo assim não for possível, desistem. Não ficam a massacrar as pessoas. 
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.