Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Desafio | Passa-Palavra #7

Parece que foi ontem que eu e a Mel começamos este desafio e estamos prestes a terminar. Voltamos a relembrar que temos todo o gosto e intenção de fazer uma segunda temporada deste desafio, com palavrinhas propostas por vocês. Como viram ao longo do desafio, foram escolhidas palavras completamente diferentes. Apenas vos pedimos para serem originais. 

 

E muito se escreveu sobre as cartas da vida por este mundo virtual. Espreitem os cantinhos que escreveram sobre esta palavrinha. Prometemos que não se vão arrepender. Acho que nem é preciso relembrar mais nenhuma vez, que quem escreveu e não está mencionado aqui, deve avisar-nos para que possamos atualizar a lista. 

 

Gaivotazul - Chegou por baixo da porta

A introvertida - O Destino das Cartas

ImSilva - Cartas

José da Xã - De carta me vesti

Charneca em Flor - Cartas do passado

Alice Barcellos - As cartas do meu avô

Ana de Deus - Naipes de Cartas

Maria Araújo - Cartas

Ti* - Cartas

Monteiro - Cartas

Mel - Cartas

Mula - Cartas

 

Sem mais demoras temos todo o gosto em anunciar a palavra desta semana.

 

 

... Água!

 

Relembrando apenas as (poucas) regras que temos: O texto de até 400 palavras é totalmente livre e podem ou não utilizar a palavra no decorrer do texto ou apenas escrever sobre ela. Desafiamos-vos a escrever sobre esta palavra durante esta semana, mas escrevam quando decidirem e se decidirem. Identifiquem apenas a Mel e a Mula para depois no próximo domingo podermos listar-vos na publicação do desafio.

 

Terminamos, para vos inspirar, com Sophia de Mello Breyner no Alto Mar:

 

No alto mar
A luz escorre
Lisa sobre a água.
Planície infinita
Que ninguém habita.

O Sol brilha enorme
Sem que ninguém forme
Gestos na sua luz.

Livre e verde a água ondula
Graça que não modula
O sonho de ninguém.

São claros e vastos os espaços
Onde baloiça o vento
E ninguém nunca de delícia ou de tormento
Abre neles os seus braços

 

Vemo-nos na próxima palavra. Bom desafio! 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.