Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Curtas do dia #887

O Mulo viu um episódio da SuperNanny. Nem 5 minutos depois pergunta-me: "A sério que há crianças assim? Tens a certeza que ainda queres ter filhos?"

 

Tenho cá para mim que a taxa da natalidade vai decrescer bastante, uma vez mais...

 

É que pensando bem, se tenho o azar de ter uma criança assim eu não tenho: nem paciência para aturar as birras, nem dinheiro para mandar a criança para um colégio interno, nem disponibilidade para andar nas consultas com o otorrino porque a única solução seria ensurdecer...

 

Meninas e meninos que ainda não são pais: Este tipo de crianças faz-vos pensar duas vezes?

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Mula 23.01.2018

    Concordo. Também sou da opinião que uma palmada na hora certa - e nem precisa de magoar - pode fazer milagres, e sim também acho que vai muito da educação e vejo coisas que tenho a certeza que eu não permitiria... Mas acho que eles hoje em dia também aprendem muita coisa má fora de casa...
  • Imagem de perfil

    Gorduchita 23.01.2018

    Admitindo que já dei uma ou duas sacudidelas à minha filha, num momento de falta de paciência, não concordo que a palmada resolva seja o que for. Se é certo que pode não trazer traumas, também não me parece que tenha os resultados que é suposto.
    Os filhos devem respeitar os pais por se sentirem respeitados e não por medo de palmadas.
    Se o teu marido/namorado faz algo que te impacienta ou que achas mal, dás-lhe uma palmada para resolver? Se não o fazemos com adultos, por que é que achamos que é certo com crianças? Por serem mais pequenas?
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.