Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Conversas internas

Conversas que poderiam ocorrer dentro de mim, por mais estranho que isto soe.

Algures por estes dias:

 

Corpo: Tens de fazer dieta!

Alma: Não tens nada, come tudo o que quiseres e sê feliz!

Corpo: Mas estás gorda! Tens de fazer dieta!

Alma: Mas o que interessa é o interior, as pessoas têm de gostar de ti pelo que tu és!

Corpo: Não têm não! As pessoas também gostam de ti pelo que és por fora!

Alma: Cala-te corpo! Isso não é verdade. Come e sê feliz, Mula! Confia em mim!

 

E a Mula confia... Como não confiar na alma?

 

 

E a Mula comeu... e comeu. Comeu muito! Um verdadeiro fim-de-semana em grande, cheio de experiências gastronómicas. Incrível como três pessoas diferentes em dois dias diferentes me levaram a comer coisas deliciosamente diferentes! Desde o vegetariano à melhor panqueca, passando pela melhor carbonara da minha vida, feita dentro de um queijo real parmesão, enooooorme... [baba... muita baba!] Foi um fim-de-semana completo, diria!

 

E assim sendo quem é que ganhou? O Corpo!

 

Como assim o corpo?

 

É... O danadito ganhou com a conversa da dieta. Gastrite ou figadeira não sei o que foi, mas foi qualquer coisa que faz o corpo doer, doer muito, e que me está a obrigar a fazer dieta sem direito a opção. Isto porque tenho de comer, que a minha vontade de comer por estes dias tem sido zero. Já dizia o tio Variações: Quando a cabeça não tem juízo... O corpo é que paga!

 

Já passou uma semana e a coisa ainda não está bem por estes lados. Assim como assim, emagreci "sem esforço". Sem esforço uma ova, que me saiu literalmente do corpo!

 

Corpo: É bem feita, Mula, que é para ganhares juízo!

Alma: Ups! Bem... Eu estou feliz!

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.