Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Compreendo mas...

Imagem retirada daqui

 

Compreendo que as pessoas estejam fartas do que se passa atualmente. Que sintam que precisam de algo novo, diferente talvez. Que estejam fartas de medidas e medidinhas, de confinamentos e de proibições disto e daquilo. Ainda que sou da opinião que ainda que ingratas, são necessárias. E tudo isto é mesmo culpa de quem? Nossa! O que não compreendo é como podem apoiar alguém que coloca em risco a nossa liberdade - de modo permanente -, a nossa democracia, a nossa sociedade tal como a conhecemos e que tanto demoramos para a conseguir e quando temos tanto ainda para conquistar.

 

Não vivi durante a ditadura, sou demasiado nova, mas não é preciso ter vivido para perceber que não quero viver num ambiente de repressão, onde não me possa expressar livremente e onde as pessoas, independentemente das suas origens e capacidades físicas e financeiras não possam ser tratadas dignamente e com respeito.

 

Poderá haver coisas que esse senhor diga com que eu possa concordar. Há. Concordo com a prisão perpétua e penas mais pesadas para crimes hediondos, como a pedofilia por exemplo. Também concordo que deva ser dada mais autonomia às forças policiais. Mas não sou cega ao ponto de não ver tudo o resto. Sou educadora social! Acredito em políticas inclusivas, na igualdade e no respeito entre cores, cidadanias, credos e géneros. Esse senhor que já demonstrou por várias vezes diminuir mulheres e raças, que divide pessoas em pessoas de primeira e de segunda não pode ter o tempo de antena que lhe dão! Choca-me o apoio que tem obtido. Choca-me essencialmente ver uma colega de faculdade, nas redes sociais, a fazer campanha de apoio a esse senhor. Como é possível? Temos o mesmo curso, tivemos os mesmos professores, ouvimos os mesmos testemunhos. Que educadora social é esta? Como pode uma educadora social fazer campanha contra pobres e ciganos, contra mulheres e troianos?

 

Choca-me, entristece-me e acima de tudo temo, temo pela saúde do país, da nossa liberdade, e pela quantidade de alminhas desinformadas que poderão votar neste senhor.

 

Chega. Eu digo realmente chega. Mas é chega de Chega que antes se deveria de chamar chaga!

 

E amanhã estarei nas urnas a gritar como me é permitido: A votar!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.