Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

"Como é linda a puta da vida"

MEC

Miguel Esteves Cardoso (2013) in Como é Linda a Puta da Vida

 

E deixo-vos com esta maravilhosa mensagem de Miguel Esteves Cardoso. Resumindo e trocando por miúdos: não tenhas grandes expectativas das coisas e situações que acabas sempre na merda. O ideal é nunca esperar nada de nada, que é para eventualmente sermos supreendidos. Essencialmente e especialmente, não devemos nunca esperar nada dos outros, e termos noção que nos devemos bastar a nós próprios (continuo achar esta expressão parva, mas não fica bem de outra maneira).

 

Não devemos nunca fazer as coisas a pensar nos outros, a não ser que seja uma surpresa para esses outros. Não nos devemos vestir como os outros gostam, mas como nós gostamos, não devemos fazer as cosias porque os outros querem e acham que é melhor, mas porque nós queremos e achamos ser correcto! Porque quando fazemos as coisas porque os outros querem, mais facilmente fracassamos, porque nunca acreditamos verdadeiramente, e os outros alimentam-se dos nossos fracassos! Não podemos deixar que os outros se alimentem dos nossos fracassos, e por isso também não devemos dar parte fraca.

 

Eu sou assim porque eu quero, e não porque alguém quer que eu seja assim. Eu vivo as minhas dores e não as dores dos outros, a menos que as dores dos outros me firam de tal modo a alma! Eu já chorei em frente a uma multidão, mas agora só vêem as minhas lágrimas quem verdadeiramente me ama. O meu eu, está sempre dentro de mim bem definido, e nunca perderei a minha identidade por alguém me tentar impor a sua.

 

Enfim... "Como é linda a puta da vida"!

Boa noite a todos*

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.