Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Como é ficar no pior lugar da sala de cinema

(imagem retirada daqui)

 

 

Antes de mais dizer-vos que desconhecia que nos dias de hoje as salas de cinema ainda esgotavam. Certo que imagino que há filmes que por serem tão esperados e por podermos comprar antecipadamente em pré-venda que isto poderia acontecer, mas não com filmes que já estão há tanto tempo no cinema e muito menos nas últimas sessões. Posto isto esclarecer-vos que ficar no pior lugar da sala de cinema não foi uma escolha nem um engano, não foi um estudo científico nem foi um levantamento de problemas e necessidades para escrever uma publicação sobre isso.

 

Ficar no pior lugar da sala de cinema é realmente muito mau!

 

O filme que queríamos ver - 15:17 Destino Paris - estava esgotado, completamente esgotado, e então acabamos por ir para a nossa segunda opção - Maze Runner: A Cura Mortal mais pela hora a que começava o filme do que pelo filme em si, apesar de ter gostado e em breve ir falar sobre isso - até que vimos que só existiam lugares na segunda fila, no corredor. Na minha inocência esses lugares não se vendiam, apenas serviam para encher as salas nas antestreias. Por isso acreditei, sinceramente acreditei, que aquela fila não era bem a que eu estava a pensar, que seria uma um pouco mais em cima numa espécie de limite entre o razoável e o péssimo.

 

Pois que não, era mesmo a segunda fila da sala de cinema, numa sala minúscula. Fiquei por isso a 5 cm do grande ecrã. Brincadeirinha claro, o ecrã deveria de estar a uns 3 metros de mim. Olhem, não sei a que distância estava só vos posso dizer que não conseguia ver o filme todo ao mesmo tempo e se precisasse de ler as legendas, ou lia ou via o filme, as duas coisas ao mesmo tempo era complicado. Estávamos tão perto, tão perto que vivemos uma quase experiência de cinema 3D sem óculos ou apetrechos e sempre que havia poeiras, faúlhas e afins eu fechava os olhos porque parecia que ia levar com aquilo nos olhos! Estar nas filas da frente, bem ali no pior lugar da sala do cinema é ver os poros dos atores, é sentir vertigens quando mostram lugares altos e é sentir náuseas sempre que as imagens fluem demasiado rápido. Estar nas filas da frente, bem ali no pior lugar da sala do cinema é ver o filme de baixo para cima, é quase estar a olhar para o teto para acompanhar o filme.

 

Porque os lugares não eram suficientemente maus - porque pode sempre piorar - os nossos lugares ainda eram junto à luz da sinalização de saída de emergência. Sim, essa mesmo, junto àquela luz que nunca se apaga. Ou seja, para além de eu estar a ver o filme dentro da grande ecrã - praticamente - ainda tinha um foco de luz junto aos meus olhos.

 

Mas porque me ensinaram nesta vida a ver sempre o lado bom da coisa: Pude esticar as pernas à vontade sem bater na cadeira da frente e não haviam cabeças à minha frente a estorvar...

 

Ainda assim... Não! Nunca mais encontrarão a Mula nas filas da frente no cinema e se voltarem a ser os únicos lugares disponíveis a Mula assume como filme esgotado e ponto final.

 

Quem já viveu uma experiência de quase cinema 3D sem óculos nem apetrechos?

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Mula 19.02.2018

    É simplesmente horrível!
    Nunca mais me apanham ali...
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.