Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

A Mula também experimenta coisas e fala sobre isso #16 Bed Head By Tigi

Esta sempre foi uma marca que me intrigou. Com um design atrativo, bom humor - adoro o nome do champô Dumb Blond! - embalagens com cores vivas, confesso que durante muito tempo pensei que fossem apenas produtos da moda, engraçados mas com pouca qualidade, ou com qualidade igual aos produtos de supermercado. Como sou ignorante meu Deus!

 

Comprei o primeiro produto da Bed Head numa promoção que encontrei na showroomprive só mesmo para experimentar e desde então que são os meus produtos de eleição. Eu que basicamente só usava Revlon e Loreal no meu cabelo, apaixonei-me pelos produtos da Tigi e tão cedo não conto mudar.

 

O primeiro champô da Bed Head que experimentei foi o Colour Goddess:

 

 

É um champô que promete cuidar das cores vibrantes, como o meu ruivo. É enriquecido com pró-vitamina B5, vitamina E, óleos diversos e queratina, prometendo devolver a suavidade e o brilho dos cabelos que são submetidos a colorações que tantas vezes deixam o cabelo baço e áspero. Não são só promessas, sem dúvida que este champô cumpre o que promete. Ao contrário dos champôs que limpam mais em profundidade, este não desbota o cabelo e a cor dura muito mais tempo sem retocar.

 

Tendo-me apaixonado pelo Colour Goddess comprei, por necessidade, um outro que fui lavando intercaladamente: o Catwalk Headshot.

 

O Catwalk Headshot é indicado para cabelos danificados. A grande vantagem deste é que contrariamente a outros champôs de reconstrução, é indicado para cabelos pintados, e enquanto ajuda os fios a ganharem outra vida protege a cor. Muitos outros champôs que utilizei de reconstrução danificavam muito a cor e neste não verifiquei isso. Este champô serviu o seu propósito muito bem, usava-o intercalado com o colour goddess e era indispensável essencialmente após as colorações. Depois fui para os Açores, estraguei o meu cabelo todo nas águas termais que me escureceram o cabelo. Para corrigir isso, descolorei o meu cabelo - não consegui comprar o ColourB4, comprei um da Revlon que era mesmo descolorante e não correu muito bem -  e o meu cabelo ficou mesmo muito estragado. Continuei a usar este produto, a usar muito sérum mas tive que aumentar a potência, porque apesar de já ter cortado um bom pedaço de cabelo o bicho continuava muito fraco.

 

Eis que chego ao terceiro produto - neste caso a gama completa, que para grandes males, grandes remédios - que é o Kit Ressurration cujo nome é Urban Antidote Resurrection 3, ou seja, promete ressuscitar cabelos até estragos de grau 3 e é composto por champô, condicionador e máscara:

 

 

A verdade é que fui adiando o que não podia ser adiado, eu já deveria de ter cortado o meu cabelo há muito tempo, porque o que acontece é que quando as pontas ficam danificadas, o estrago vai subindo, vai subindo, vai subindo, e a única coisa que acontece é que quando chegar a altura de cortar vamos ter de cortar muito mais. Pois que estou com o cabelo bem curtinho e escureci o cabelo para ver se intervalo mais as colorações, o meu cabelo precisa de uma pausa.

 

Como não quis cortar muito à frente, comprei este kit na esperança de não ter de cortar as pontas da frente - estou com um corte escalado de trás para a frente, também conhecido por medium bob. Tinha este kit a caminho, chegou há duas semanas, e olhem foi a minha salvação.

 

Já estava em casa a chorar que também iria ter de cortar bastante à frente uma vez que parecia palha de aço, e assim só iria ficar com o cabelo ultra curto até que pensei: perdida por 100 perdida por 1000. Lavei de imediato o cabelo assim que os produtos chegaram a casa, coloquei a máscara e deixei secar ao natural. As pontas continuaram assustadoramente secas. Então, decidi colocar um pouco de máscara só nas pontas e fui dormir. De manhã pareciam ainda mais horríveis, mas mal molhei o cabelo, tão fofinhas que afinal estavam, só estavam feias por terem ali produto depositado. E assim aos poucos começo a recuperar as pontas do meu cabelo, e o meu cabelo em geral, e ao fim da terceira lavagem, senti que estava realmente muito melhor, significativamente mais saudável. Funciona mesmo, felizmente.

 

 

Algo que adorei em todos os champôs da Bed Head foi o cheiro. Todos os produtos da Bed Head têm um cheiro muito bom: o Colour Goddess tem o cheiro entre o caramelo e a baunilha, o headshot cheira a pastilha elástica daquelas tipo bubaloo e de acordo com o Mulo o ressurration cheira a melancia - demorei a perceber a que cheirava só sabia que cheirava bem e cheirava a fruta. Por isso quanto mais não seja ao lavarmos com Bed Head ficamos todas cheirosas, mas a grande vantagem é que são produtos mesmo muito bons!

 

Alguém que já tenha usado produtos desta marca? Qual é a vossa opinião?

 

_______________________________________

Por muito que gostasse este produto não é patrocinado, todos estes produtos foram adquiridos por mim, mas Tigi, se me estiveres a ler, patrocina aqui a Mula que a Mula promete elevar todos os vossos produtos num pedestal banhado a ouro!

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.