Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

5 Coisas que a minha mãe faz na cozinha...

... mas que eu não consigo repetir!

 

1. O sal na sopa

Uma das imagens que tenho da minha mãe a colocar o sal na sopa é a de molhar as pontas dos dedos na panela, de modo a limpar o restinho de sal que fica nos dedos, quando estes estão húmidos. É-me impossível, não há forma de não me queimar, e nunca a vi queixar-se.

 

2. Os bolos

É praticamente impossível fazer um bolo que a minha mãe faça de cor. E vou-vos explicar, reproduzindo a conversa:

 

     - Mãe, podes-me dar a receita daquele bolo que fazes bastante húmido, de laranja?

     - Sim, claro. Então, leva: ovos, farinha, açúcar, laranja, ...

     - Ok. E as quantidades?

     - Sei lá, pões para lá...

     - Ponho para lá como?

     - Pões e vês se precisas de mais ou menos...

     - Mas... não fazes ideia das quantidades? Em chávenas, ou em gramas, ...

     - Não filha, não faço, é que depois também depende do tamanho que queiras o bolo...

 

Como podem ver, não é uma tarefa exequível, porque não é "pões para lá...", isso no meu dicionário não existe. Mas a verdade é que os bolos dela são sempre muito bons... se calhar é isso, é feito com amor em vez de quantidades...

 

3. Os cozinhados

Na cozinha da minha mãe os pratos saem sempre maravilhosos - desde que trabalha no restaurante, saem um pouco salgados, mas maravilhosos na mesma - nunca a vi esturricar bifes, queimar arroz, esborrachar um ovo. Da minha parte... já queimei tachos, já deitei refeições integralmente para o lixo porque me esqueci delas no fogão e esturricaram... enfim! Uma panóplia de desastres que nem vale a pena enunciar. Posso vos dizer, que levei 7 anos para aprender a fazer uma omeleta... é que por mais que ela me explicasse, as minhas omeletas saíam sempre ovos mexidos...

 

4. O arroz

Aprendi a fazer arroz com a minha mãe, usei inclusive, durante anos, o arroz que a minha mãe usava e incrivelmente o meu arroz nunca fica com a cor do dela, com a consistência do dela, com a leveza do dela...

 

5. Timing

A minha mãe tem uma capacidade incrível de preparar tudo de modo a ficar tudo pronto ao mesmo tempo... Comigo, quando faço pratos que combinem vários elementos em separado, nunca consigo acertar no timing e há sempre uma coisa que fica à espera da outra... até que a que está pronta à mais tempo fica fria. Essencialmente quando falamos de batatas fritas!

 

Mas por sua vez, consigo ser igualzinha a ela na bagunça a cozinhar, na javardice pelas paredes, armários e na quantidade de loiça suja. Afinal, quem sai aos seus não é de Genebra - como eu uma vez li!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.