Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

...

Foi inevitável o nó na garganta quando vi nas notícias o que sucedeu em Pedrogão Grande. Eu que sou do Norte, que passo a maior parte do tempo no Porto, mas que no fim-de-semana passei em Leiria... Não, não estive perto do fogo. As cinzas que cobriram o meu carro disseram-me que estive perto - imagino o vento que esteve de noite -, o cinza escuro do céu ao acordar também me fazia sentir que estava perto, mas a verdade é que felizmente estive sempre longe, sempre junto à costa.

 

Não estive perto, mas podia ter estado.

 

A verdade é que as nossas rotas são sempre tão imprevisíveis... Viajamos quase sempre ao sabor do vento e das vontades - e tantas vezes pelos nomes curiosos das localidades. Não seria a primeira vez a passar em Castanheira de Pêra, ou em Figueiró dos Vinhos. Não seria a primeira vez naquela estrada e por isso penso: e se tivéssemos sido nós? 

 

Não consigo imaginar pior morte... Não consigo imaginar nada tão macabro e cruel... Não consigo imaginar a dor e o sofrimento daqueles que sobreviveram mas que de um dia para o outro perderam tudo o que tinham...

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.