Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Diário de Bordo de Londres #Dia 3 - parte 1

1463073792822.jpg

 

O terceiro dia amanheceu cedo (não me julguem, 'tá?), e às 10h estávamos a desembarcar na estação ferroviária de London Brigde. Que dia lindo e quente! À saída dos torniquetes, verifiquei que os nossos Oyters (os bilhetes de transporte em modo pay-as-you-go) não tinham os mesmos valores, apesar de termos carregado exactamente com o mesmo valor. Fomos ter com umas meninas no balcão de informação da estação que nos aconselharam a procurar alguém do apoio no metro. Assim fomos. Encontramos um funcionário que prontamente nos ajudou, com uma simpatia que... confesso, nunca senti em Londres. Notava-se claramente estar habituado a lidar com turistas e até um certo gosto pela profissão. Prontamente assentiu a ver os nossos bilhetes, e com um sorriso de orelha a orelha explicou-nos o que tinha acontecido - um dos bilhetes numa das saída não verificou validação e o valor máximo por dia tinha sido cobrado - e sem que fosse necessário pedir, devolveu o total do valor dessa viagem - e não apenas a diferença. Fiquei maravilhada!

London Bridge.jpg

 

Oysters resolvidos... Next Stop: Highgate Cemitery!

 

Londres finalmente começou-nos a parecer a cidade que conhecíamos, era efectivamente, e sem sombra de dúvidas dia de semana, ainda que fosse uma espécie de silly tuesday onde as estações do metro, em vez dos simples e habituais avisos de chegada do metro, continha alguém a contar anedotas e piadas sobre tudo - isto pelos altifalantes da estação. Toda a gente se ria, as pessoas que chegavam com phones nos ouvidos, rapidamente apercebendo-se da situação retiravam os phones e as viagens tornaram-se numa autêntica festa.

 

Camdem Town.jpg

(Estação de metro de Camden Town)

 

Como os pontos que decidimos ir este ano distavam muito entre si, pela primeira vez fizemos do metro de Londres o nosso transporte de eleição, em detrimento do autocarro, que era o transporte mais habitual. Confesso que este metro é para mim bastante claustrofóbico e por isso sempre o evitei, mas que é bastante funcional, lá isso é.

 

Deixei em casa a folha com os meus apontamentos das estações mais próximas dos locais a visitar, e então para irmos para o cemitério saímos na estação errada - mas também só descobrimos na volta - e saímos na estação com o mesmo nome, quando deveríamos de ter saído, na estação de Archway. Assim, saímos em Highgate e para não variar muito: Andamos... Andamos... Andamos... Andamos... perdemo-nos e trinta minutos depois, voltamos ao ponto de partida, e voltamos a Andar... até que quase uma hora depois, encontramos o fantástico Highgate Cemitery!

 

Highgate.jpg

 

Um cemitério, Mula? E não tinhas nada mais interessante para ver? 

Um cemitério sim... E pagante, que paguei 4£ por pessoa para entrar. Mas... Não é um cemitério qualquer.

 

O cemitério de Highgate também chamado de Cemitério de St. James (uma vez que St. James é o santo protector deste cemitério), foi edificado pelo Bispo de Londres em 1839, quatro dias antes do 20º aniversário da Rainha Vitória. Como verão, predomina o estilo gótico das sepulturas, e  todo o cemitério possui uma grande variedade de arvores, arbustos e flores. Ah! E também tem esquilos, mas nada sociáveis.

 

Este cemitério encontra-se dividido em dois: zona Este e zona Oeste, sendo divididos pela Swain's Lane, existindo preços distintos para a visita. A parte oeste do cemitério, é a parte mais antiga e só se efectua com visitas guiadas, pela módica quantia de 12£ por pessoa, no entanto tem a parte mais bonita - parece-me. Pesquisem por Egyptian Avenue, ou Circle of Lebanon, ou Terrace Catacombs ou ainda por Mausoleum of Julius Beer e vão perceber porque digo isto! As fotografias são simplesmente divinais! No entanto, e também foi uma das partes que me levou a recear visitar, há relatos de que essa parte do cemitério encontra-se assombrada, e que várias pessoas se sentem mal a passar determinadas partes do cemitério, e outras histórias loucas como a do Vampiro de Highgate nos anos 70 que inspirou o filme Drácula 2 - O Último Santuário. A verdade é que sou um pouco cobardolas, e há coisas que prefiro, sinceramente, não saber. Riam-se vá lá... riam-se!

 

Bem, fomos então apenas visitar a parte este do cemitério, com uma mistura de campas modernas e vitorianas, onde contém campas de famosos como Karl Marx - que curiosamente está enterrado com a mulher, com a filha mais nova, com o neto e com... a amante, Helena Demuth -, Malcolm McLaren - grande empresário da banda dos Sex Pistols -, David Thornton - pianista inglês -, Jeremy Beadle - apresentador e produtor de televisão inglês - e Alan Sillitoe - escritor inglês, autor de A solidão do corredor de longa distância.

 

Karl Marx.jpg

 

McLaren, Thornton e Beadle.jpg

Sillitoe.jpg

 

Como vêem as campas são belíssimas e originais, para além de que o cemitério é praticamente uma floresta. 

 

highgate2.jpg

highgate3.jpg

 

Ao longo do cemitério encontram-se dispostos vários bancos, mas confesso que inicialmente não nos atrevemos a sentar... É que cada banco representa um memorial a uma determinada pessoa, com direito a placa de nascimento e morte... Digamos que é um bocado mórbido! Lá encontramos um banco banal apenas com uma inscrição, para descansarmos um pouco.

 

Depois deste cenário que mais parece retirado de um filme, regressamos à cidade, e fizemos um almoço rápido no Kings of Falafel  em Covent Garden e já que era o rei do falafel, aproveitamos para provar este salgadinho típico do Médio Oriente. Confesso: não gostei, achei o bolinho demasiado seco, mas acredito que com um bocado de maionese corressem melhor garganta abaixo. 

 

1462933817769.jpg

 

Acabamos de almoçar e... fomos direitinhos para o London Transport Museum em Covent Garden. Mas isso... Isso agora dá outro episódio! Amanhã há mais... Espero que tenham gostado!

 

__________________________________________________________________

Perdeste os outros capítulos desta fantástica jornada? Vai aqui, que ainda vais a tempo:

#Dia 1 em Londres   |   #Dia 2 em Londres - Parte 1   | #Dia 2 em Londres - parte 2

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Mula 11.05.2016 15:51

    É realmente fantástico!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.